Património gastronómico

O património gastronómico de Azeitão é tão prestigiado quanto o seu património histórico e cultural.

Queijo de Azeitão

Representativo de uma das actividades tradicionais do Parque Natural da Arrábida, o Queijo de Azeitão é um queijo amanteigado, feito com leite de ovelha, que se caracteriza pelo seu sabor e aroma peculiares, qualidades que lhe são conferidas pelos pastos da Arrábida e o cardo que é utilizado na sua coagulação.

A sua origem remonta ao século XIX quando um queijeiro da Serra da Estrela se estabeleceu em Azeitão e ensinou aos pastores da região os segredos do fabrico que, transmitidos de geração em geração, deram origem a um dos mais apreciados queijos portugueses.

Doçaria

A doçaria de Azeitão é também bastante conhecida e as suas principais especialidades são as Tortas, os Esses e os Queijinhos Doces.

Vinhos

Desde tempos antigos que a cultura da vinha se pratica nesta região e a vitivinicultura continua a ser uma das suas principais actividades. Atestao o facto de duas das maiores empresas nacionais desta área estarem instaladas em Azeitão – José Maria da Fonseca e JP Vinhos.

As condições de clima e do solo favorecem a produção de uvas e de vinhos de diversos tipos. Especialmente afamado é o Moscatel de Setúbal, um vinho licoroso, com aroma floral exótico e toques de mel, tâmaras e laranja que o tornam peculiar e inconfundível Produzem-se também vinhos de mesa tintos e brancos.

Mel

A abundância de plantas aromáticas (alecrim, murta, esteva, rosmaninho, tomilho e tojo entre outras), aliada ao carácter temperado dos invernos, oferece boas condições para a apicultura. O Mel da Arrábida tem um sabor aveludado e muito característico.