A grandiosa
história de Azeitão

Conhecer Azeitão é descobrir toda uma região que, desde tempos imemoriais, sempre atraiu o Homem.

Dominada pela cordilheira da Arrábida, Azeitão dispõe de condições naturais que há milhares de anos, a tornam um local atractivo. Os mais antigos indícios da presença humana nesta área remontam ao Paleolítico.

De grande importância foi a ocupação romana, que se desenvolveu, fundamentalmente, em duas áreas: no estuário do Sado (Arrábida, Setúbal, Tróia) com uma actividade industrial ligada à salga e conservação de peixe, e em Azeitão, com actividades agrícolas.

Da presença árabe não se encontraram vestígios arqueológicos, porém, para vários autores, essa presença é certa e manifesta-se nos nomes das terras e nas actividades tradicionais, como refere Jaime Cortesão: Arrábida, a serra em cujas faldas assentam Azeitão e Aldeia (dos Irmãos) e donde manam as Ribeiras de Alcube e da Azenha, outros tantos nomes e traços da vida e cultura moçárabe, leva-nos a crer que este arrabalde já fora, durante a Idade Média, fresco lugar de recreio e vilegiatura de senhores árabes.

Mas é, sobretudo, a partir do século XV que Azeitão ganha prestígio, quando a nobreza descobre o clima ameno, a beleza e tranquilidade destas terras, abundantes em caça e pesca, e aqui constrói palacetes e quintas brasonadas, verdadeiros centros de lazer onde passava longas temporadas.

Azeitão oficialmente, União das Freguesias de Azeitão (São Lourenço e São Simão) é uma freguesia portuguesa do concelho de Setúbal, com 69,32 km² de área e 18,977 habitantes.